Como vencer uma subida de bicicleta
 
 

Quando aprendi a pedalar uma mountain bike, não existiam escolas ou instrutores. Na verdade, mesmo hoje em dia, não existem muitos cursos que ensinam as pessoas a andar direito de bicicleta. A principal razão deve ser porque todos (ou quase) aprendemos a andar de bicicleta quando crianças e daí achamos que não é necessário ter algum outro tipo de instrução ao passar para alguma coisa mais técnica.
Vejo isso como o mesmo problema com as corridas. Acha-se que correr é só sair por aí, sem supervisão, e pronto. E é aí que os problemas acontecem. Na bicicleta, felizmente, os índices de lesões são muito menores que no mundo das corridas. Se os iniciantes procurassem alguém para aprender as técnicas básicas, aproveitariam muito mais as suas bicicletas. Muitos dos meus macetes podem parecer simples para os mais experientes. Mas acredito que as pessoas que estão iniciando agora podem se beneficiar deles. Então vamos lá, porque a introdução já ficou muito grande!
Existem várias maneiras de se encarar uma subida quando se está de bicicleta: empurrando a bike, sentado no selim ou até mesmo pedalando de pé. Aqui vou cobrir o método que uso em várias situações, que é pedalando de pé. Normalmente começo uma subida pedalando sentado no selim, mas chega uma hora em que acho melhor mudar de posição, seja por cansaço/fadiga ou para me ajudar a manter/aumentar a velocidade. Nunca deixo a marcha mais leve já no início da subida, vou deixando à medida que ela vai pesando. Assim ganho em velocidade e só troco a marcha quando necessário.
Interminável - Ok, agora você está na subida, pedalando, e ela parece que não vai mais terminar. Seu pique diminuiu e você até pensa em descer da bike e empurrar. Calma, mude os grupos musculares que você está utilizando e vai descobrir que ainda terá gás para mais algumas centenas de metros!
Nesta hora eu começo a pedalar de pé, usando os braços como ajuda para impulsionar a bicicleta para frente. Para que isso funcione você tem que fazer aquele gingado, inclinando a bicicleta ora para um lado, ora para outro. Mas o grande macete para pedalar de pé é mudar para uma marcha mais pesada. Tentar pedalar de pé na mesma marcha não vai dar certo. A bicicleta fica muito leve e você perderá o ritmo.
Eu sempre aumento duas marchas no câmbio direito (o do cassete (catraca)). Desta maneira o peso da bike continua quase o mesmo e você consegue uma nova impulsão na subida, sem perder o ritmo. A mágica aqui é a junção de uma marcha mais pesada com a ajuda da força dos braços e a mudança do grupo muscular das pernas. Pronto, na sua próxima subida tente usar esta técnica e depois me diga o que aconteceu!

Por Rodrigo Stulzer
Atleta e apaixonado por esportes de aventura.

Fonte: Bike News

   
 
  Bike Expo Brasil 2010  
   
     
 

Bike Expo Brasil acontecerá no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte 

A Bike Expo Brasil, feira voltada exclusivamente para o setor ciclístico brasileiro, mudará de lugar. Devido ao grande público esperado, o evento acontecerá no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 1º e 3 de novembro.

“Com o crescimento da feira, fomos obrigado a mudar de local para um bem maior e, assim, atender todos os expositores e visitantes da melhor maneira”, explicou o presidente do Sampa Bikers e um dos organizadores da feira, Paulo de Tarso.

Chegando à sua 5ª edição, a feira terá mais de 100 empresas e cerca de 500 marcas trazendo diversos lançamentos e produtos de ciclismo para o público que comparecer ao evento. Além disso, serão dadas palestras técnicas com pessoas do setor.

Fonte webventure.

A Wester Ciclobrakes estará presente.

Feira Bike Expo Brasil

Data:  1 a 3 de Novembro de 2010
Local:  Expo Center Norte -  São Paulo - SP
www.bikeexpobrasil.com.br